Pausar o financiamento imobiliário para evitar a inadimplência

Pausar o financiamento imobiliário é uma das melhores maneiras de evitar a inadimplência e complicar ainda mais a sua situação. […]

Por Tarjab
Em 2 de agosto de 2022

Pausar o financiamento imobiliário é uma das melhores maneiras de evitar a inadimplência e complicar ainda mais a sua situação. Confira como!

 

Para muitos brasileiros, ter um imóvel é muito mais do que um investimento, é a realização de um sonho. E para concretizá-lo, algumas pessoas acabam assumindo compromissos financeiros por um longo prazo. No entanto, com toda a instabilidade econômica, muitas vezes, pausar o financiamento passa a ser uma necessidade para evitar a inadimplência.

Afinal, em um cenário de inflação em alta, empregos cada vez mais informais, demissões em massa e outros problemas, não saber exatamente como estará a sua renda num futuro próximo pode prejudicar a sua qualidade de vida e a viabilidade deste compromisso.

Pausar o financiamento imobiliário para evitar a inadimplência
Com toda a instabilidade econômica, muitas vezes, pausar o financiamento passa a ser uma necessidade para evitar a inadimplência.

Por isso, se você está “enrolado” com o financiamento imobiliário, continue a leitura e confira algumas dicas de ouro para sair do sufoco e evitar a inadimplência.

É possível pausar o financiamento imobiliário?

Durante a pandemia de COVID-19, muitos bancos abraçaram a possibilidade do mutuário (pessoa que recebe o empréstimo) pausar o financiamento de forma temporária, visando reorganizar as suas despesas na crise.

Agora, algumas instituições — como a Caixa, o Itaú, o Bradesco e o Santander — continuam permitindo que algumas parcelas fiquem pausadas, no entanto, eles também estão oferecendo a oportunidade de renegociar o contrato e reduzir o valor do financiamento.

Nesse cenário, o preço das mensalidades é diminuído e passa a ser mais compatível com a realidade do interessado. Mas o prazo total do contrato, por outro lado, precisa aumentar.

Vale lembrar, no entanto, que neste caso de redução do valor das parcelas e de prolongamento do contrato, também haverá aplicação de juros durante todo o prazo.

Mesmo assim, as duas alternativas, podem ajudar os compradores e investidores de imóveis a não ficarem inadimplentes e, eventualmente, terem seus bens levados a leilão.

 

LEIA TAMBÉM: Financiamento imobiliário aprovado: quais as próximas etapas?

 

Quais são as regras para esse congelamento?

Sabemos que pausar o financiamento pode ser um bom negócio para muitas pessoas, no entanto, antes de fazer essa solicitação é preciso conhecer suas regras de funcionamento.

Afinal, nem todos os contratos estão aptos para esse benefício. Além disso, as regras de congelamento podem mudar de uma instituição para outra, então é preciso estar atento.

Confira a seguir algumas normas mais comuns e abrangentes:

  • A pausa no financiamento pode ser concedida a Pessoas Físicas ou Jurídicas;
  • Os valores pausados serão acrescidos a outras prestações no fim do contrato;
  • Em muitas instituições, só poderá solicitar essa pausa os mutuários que estiverem com as prestações em dia. A Caixa, no entanto, permite que alguns solicitantes façam o pedido com até duas prestações do financiamento em atraso.

 

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR POR:  Juros e Taxa Selic: como fazer um financiamento de imóvel sem surpresas?

 

Renegocie sua dívida para reduzir o valor do financiamento

Como dito anteriormente, também é possível tentar reduzir o valor das parcelas. Nesse caso, você pode usar, por exemplo, o saldo do FGTS para diminuir em até 80% o valor da prestação durante um ano. 

Além disso, o Fundo de Garantia também pode ser usado para abater parte do montante da dívida, reduzindo assim o preço total do pagamento.

Agora que você já sabe o que fazer para pausar o financiamento imobiliário, que tal se organizar para evitar a inadimplência? Aproveite também para compartilhar esse conteúdo nas redes sociais e assinar nossa newsletter para ficar por dentro de todas as novidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.