Financiamento imobiliário recusado: e agora?

Nem tudo está perdido caso você receba a notícia de um financiamento imobiliário recusado. Entenda o que fazer nessa situação! […]

Por Tarjab
Em 5 de julho de 2022

Nem tudo está perdido caso você receba a notícia de um financiamento imobiliário recusado. Entenda o que fazer nessa situação!

 

Imagine a seguinte situação: você escolhe um apartamento para financiar, inicia os trâmites burocráticos, paga a entrada como intenção de compra e, na hora de conseguir crédito com o banco, tem o financiamento imobiliário recusado. 

Nem tudo está perdido caso você receba a notícia de um financiamento imobiliário recusado.

Ainda que ninguém queira passar por essa situação desagradável, ter o crédito negado pelo banco é uma possibilidade para a qual todo comprador deve estar atento.

Em outras palavras, é preciso sempre possuir um plano B para imprevistos, como ter o pedido de financiamento imobiliário rejeitado – assim, você consegue encontrar soluções para essa situação sem deixar de lado o sonho do apartamento próprio.

BAIXE AGORA O GUIA DEFINITIVO DO MEU PRIMEIRO APARTAMENTO

Por que meu financiamento imobiliário foi recusado?

Mas, para conseguir elaborar um plano reserva em caso de necessidade, é preciso seguir alguns passos. E a primeira etapa no caso de um financiamento imobiliário recusado, é entender os motivos pelos quais isso aconteceu.

Existem diversas justificativas para ter o crédito negado. abaixo, vamos entender um pouco melhor sobre as mais comuns:

“Nome sujo”

Um dos principais motivos pelos quais alguém pode ter o crédito negado é ter o nome sujo: dívidas e outras pendências que atrelam seu CPF a órgãos de defesa ao crédito fazem com que você muito provavelmente não consiga aprovar o financiamento, uma vez que o banco entenderá que você apresenta altas chances de não honrar a dívida.

 

LEIA MAIS: Passo a passo para o financiamento imobiliário sair ainda em 2022!

 

Restrições no banco

Às vezes, você pode não possuir registros em órgãos de proteção ao crédito, como SPC SERASA, mas possuir, mesmo assim, restrições no banco.

É o caso, por exemplo, de muitos pagamentos atrasados ou outras dívidas, como abuso em cheque especial, por exemplo, que, novamente, colocam o banco em dúvida sobre o pagamento do financiamento e pode levar facilmente a um financiamento imobiliário recusado.

Renda incompatível

Outro motivo no qual pode resultar em um financiamento imobiliário recusado é a sua renda ser incompatível com o imóvel. Essa situação pode ter duas causas:

  • Comprovação de renda: no caso de trabalhadores informais, pode ser mais difícil comprovar a renda, o que pode levar o banco a não ter a segurança necessária sobre seus rendimentos.
  • Renda insuficiente: ao analisar seu pedido de financiamento, o banco irá propor parcelas que não ultrapassem 30% do valor da sua renda mensal. A depender do valor a ser financiado, é possível que o banco chegue no limite do prazo de pagamento e, ainda assim, as parcelas acabarem ficando acima deste limite. Neste caso, você pode ter o pedido de financiamento imobiliário rejeitado.

Documentos faltando

De acordo com cada tipo de financiamento, os bancos exigem uma lista de documentos (que pode conter poucas variações de instituição para instituição) para avaliar seu perfil financeiro. Se um desses documentos não forem entregues, a chance de ter o financiamento imobiliário recusado é alta.

Pouco Score

Outro motivo que pode resultar no crédito negado é a pouca pontuação no score. Seu score flutua de acordo com seus históricos de pagamento: quando mais você paga suas contas em dia, mais próximo de 1000 pontos você chega. 

Ao pedir empréstimos, usar vários cartões de crédito diferentes e, principalmente, atrasar pagamentos, seu score se afasta dos 1000 pontos. Quanto maior seu score, maior as chances de sucesso em um pedido de financiamento imobiliário. 

O mais legal é que você pode acompanhar seu score. Basta se cadastrar no Serasa ou na Boa Vista.

Leia mais: Consórcio ou financiamento – qual o melhor?

Nem tudo está perdido depois de um financiamento imobiliário recusado

Caso você receba a notícia que seu financiamento imobiliário foi recusado, saiba que nem tudo está perdido.

Depois de compreender por qual motivo você teve o crédito negado, você já tem tudo o que precisa para se preparar para o próximo pedido de financiamento imobiliário.

O que fazer se meu financiamento imobiliário for recusado?

Para cada situação pela qual o financiamento foi recusado, existe uma forma de solução. A seguir, entenda as principais:

Tentar outro banco

Se você teve o pedido de financiamento imobiliário rejeitado pelo histórico com o banco, mas não está com o CPF comprometido, você pode tentar em outra instituição: por mais que as taxas de juros possam mudar, cada banco possui seus parâmetros, nos quais você pode se encaixar, obtendo sucesso no pedido de financiamento.

Quitar suas dívidas

No caso do seu CPF estar em listas de proteção ao crédito, você precisa fazer o possível para tirá-lo de lá. Para isso, você precisa quitar ou renegociar suas dívidas o mais rápido possível. Assim, seu cadastro passa a ser positivo novamente, abrindo as portas para conquistar o financiamento do apartamento próprio. 

Rever sua rotina financeira

No caso de baixo score – e até mesmo situações como um histórico de pagamentos em atraso com o banco em questão, o ideal é que você reorganize sua vida financeira. Ao pagar as contas em dia e evitar o uso de diversos cartões de crédito, seu score tende a subir.

Coletar mais documentos comprobatórios

Caso algum documento esteja faltando, principalmente no caso de trabalhadores informais, é possível que você reúna mais documentos que comprovem a renda – como o histórico de extrato bancário, por exemplo. Vale a pena conversar com o banco e entender quais são as possibilidades de comprovação de renda para o seu caso.

Leia mais: Financiamento imobiliário aprovado: quais as próximas etapas?

Buscar outro imóvel

Agora, se o financiamento imobiliário recusado se deu devido à incompatibilidade de renda, o caminho mais indicado é escolher outro imóvel, no qual as parcelas do financiamento vão se enquadrar no limite de 30% da sua renda bruta.

Posso reaver o dinheiro da entrada?

Na maioria das vezes, ao receber a notícia de um financiamento imobiliário recusado, você já fez o pagamento parcial ou integral da entrada do apartamento. Nesse caso, é seu direito receber o valor pago de volta até que consiga solucionar a questão do financiamento.

É por isso que os contratos que oficializam o interesse do comprador, bem como o recebimento da entrada, devem possuir uma cláusula clara que combine a devolução de valores, uma vez que o comprador está agindo de boa fé.

Caso não exista essa cláusula, o artigo 51 do código de defesa do consumidor prevê que você receba esse valor de volta.

Leia mais: Como funciona a amortização do financiamento imobiliário?

Agora que você já sabe tanto como se organizar para iniciar o pedido de financiamento, quanto como se preparar para imprevistos, é só buscar o apartamento ideal no bairro perfeito para você. 

Para te ajudar nessa missão, a Tarjab preparou um quiz onde, em poucas perguntas, você descobre o bairro de São Paulo que mais combina com seu estilo de vida – assim, fica muito mais fácil fazer o negócio perfeito.

Acesse o quiz no banner abaixo e descubra agora mesmo!

Guia bosque saúde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.