Contato via e-mail

Gentileza urbana: o que é e como praticamos

Não é à toa que dizem que gentileza gera gentileza, frase atribuída a José Datrino, conhecido por Profeta Gentileza.

Nos últimos anos, especialmente neste que passou, precisamos cada vez mais demonstrar nossa empatia, responsabilidade social e sustentabilidade.

Com isso em mente, foi criado o conceito de gentileza urbana. Ações que trazem mais qualidade de vida para os habitantes, tornando a cidade mais convidativa e amenizando os impactos da nova construção.

A Tarjab também aderiu ao método de elaboração de projetos com gentileza urbana e está adotando estas práticas em seus empreendimentos.

Neste artigo, você encontrará mais detalhes sobre este novo modo de relacionar a arquitetura com a vizinhança. E verá ainda:

  • O que é gentileza urbana?
  • Gentileza urbana na cidade de São Paulo
  • Novo projeto Tarjab praticando gentileza urbana

O que é gentileza urbana?

A expressão “gentileza urbana” tem várias origens e significados. A mais famosa, conta que o Profeta Gentileza ficou conhecido por propor críticas sociais em inscrições em verde – amarelo nas pilastras do Viaduto do Gasômetro, no Rio de Janeiro. E foi assim que surgiu a expressão “gentileza urbana”.

O conceito, em seu sentido mais amplo, é doar um pouco do seu tempo para ajudar alguém. Pode ser fazendo uma biblioteca rotativa com uma caixa em um ponto de ônibus ou reformando escolas com a vizinhança.

Gentileza urbana na arquitetura é o que define um empreendimento que adiciona ao projeto elementos que favorecem o urbanismo e o paisagismo em seu entorno.

Quando uma obra é construída, sempre causa um impacto no cotidiano daquela vizinhança. Por esse motivo, ela tem a responsabilidade social de trazer uma relação harmoniosa com todos.

O início da gentileza urbana começa ainda durante a construção, onde se deve evitar impactos negativos, como detritos e sujeiras dos materiais nas calçadas. Tudo deve estar bem sinalizado e o entorno protegido por tapumes.

Quando a obra está finalizada, os jardins e calçadas com soluções estéticas para os pedestres é uma forma de continuar mantendo as práticas gentis. Os arredores do empreendimento se tornam mais convidativos e a vizinhança sente uma integração.

Gentileza urbana na cidade de São Paulo

A Subprefeitura da Sé adotou algumas das práticas de gentileza urbana. Por definição esse conceito não é realizado por órgãos públicos, pois deve ser um ato altruísta e sem visar política, porém a subprefeitura nomeou seu programa de revitalização do centro de Gentileza Urbana.

O programa da subprefeitura da Sé procura criar espaços gentis no centro da cidade de São Paulo.

Com o intuito de transformar essa selva de pedras em uma cidade mais acolhedora, com mais qualidade de vida e mais verde, o programa promove ações para o bem-estar, lazer e permeabilidade e biodiversidade.

Foram criadas vagas verdes, a fim de deixar cada vez mais a cidade verde e com o ar melhor, priorizando o pedestre, que não perde espaço na calçada. Diversos bosques foram plantados e em alguns já é possível ver uma prévia do resultado, com as mudas crescidas.

Os chamados jardins de chuva foram plantados para ajudar a manter o clima equilibrado na cidade, evitando o calor excessivo. Eles captam, limpam e filtram a água de captação de chuva de telhados, pisos e vias. O objetivo é reidratar a área urbana com água da chuva.

Novo projeto Tarjab aplicando gentileza urbana

Um dos valores mais importantes para a Tarjab é a sua responsabilidade ambiental. Não é de hoje que os projetos são voltados para o bem-estar, a sustentabilidade e uso da tecnologia, mas desta vez ela se superou.

Em 2017 a Tarjab obteve a certificação Aqua e suas construções permanecem valorizando este selo. Os projetos já são pensados para trazer economia de energia e baixo impacto ambiental.

Assim, seus moradores têm benefícios como economia direta no consumo de água e energia e consequentemente redução de despesas de condomínio.

Além dos conceitos e valores que já prega em seus empreendimentos, o Harmonie Saúde, novo breve lançamento da construtora, recebeu a certificação A2S. Este é o primeiro projeto brasileiro com esta certificação.

A certificação A2S atesta que o empreendimento oferece condições seguras de higiene, sanitização e bem-estar.

O projeto foi avaliado por uma equipe multidisciplinar que se baseou em recomendações da OMS, Anvisa, Ministério da Saúde e da Fundação Vanzolini.

Além disso, o destaque vai para o projeto de paisagismo do Harmonie, que foi projetado por Ricardo Cardim, botânico e criador da técnica de floresta de bolso.

Essa técnica pretende plantar as espécies de forma que elas cresçam e evoluam o mais natural e independente possível, como se estivessem de fato em uma floresta.

O Harmonie terá um bosque com a técnica que visa usar plantas nativas da Mata Atlântica. Isso trará equilíbrio térmico, uma proximidade com a natureza e melhora do ar ao redor. E essas vantagens também se estendem à vizinhança.

Além do paisagismo, a arquitetura foi desenhada pensando na vizinhança com calçadas mantendo a ideia de proximidade com a natureza.

Como pudemos notar, a gentileza urbana no ramo da arquitetura é uma forma de contribuir com o ambiente e as pessoas ao redor e isso é percebido em projetos como os da Tarjab.

E você, pratica gentileza urbana na sua vizinhança? Conte para a gente nos comentários, assine nossa newsletter e compartilhe esse artigo nas suas redes sociais.

Compartilhe:

Canais de venda

                       canal de venda dos imoveis são paulo Canal de vendas 11 3181 6082
corretor e atendimento online Atendimento Online
                       atendimento via whatsapp Atendimento por Whatsapp Atendimento por Whatsapp
                           atendimento venda imóveis por e-mail Atendimento E-mail

Fique por dentro!

Assinando nossa newsletter você fica por dentro de tudo que acontece com os nossos projetos e recebe todas as dicas do nosso blog em primeira mão.

Online
E-mail