São Paulo terá prédios concebidos para proteger a saúde dos moradores

Empreendimento construído pela Tarjab é o primeiro do Brasil a conquistar a certificação A2S-Projeto – Ambiente Seguro e Saudável, emitida […]

Por Tarjab
Em 19 de fevereiro de 2022

Empreendimento construído pela Tarjab é o primeiro do Brasil a conquistar a certificação A2S-Projeto – Ambiente Seguro e Saudável, emitida pela Fundação Vanzolini

Portal Dia Mais Sustentável 

Um lavabo localizado perto da porta de entrada de um apartamento, para que os moradores e as visitas possam lavar as mãos antes de acessar o ambiente, e um espaço planejado para o home office ganharam um novo significado no mercado imobiliário após a pandemia da Covid-19 e os surtos de gripe H3N2. Soluções como essas estão norteando os projetos do futuro chamados de smart building e que usam a inteligência para dar prioridade à chamada arquitetura saudável.

 

São Paulo terá prédios concebidos para proteger a saúde dos moradores (1)
Fonte: Portal Dia Mais Sustentável

 

Caso do Harmonie Saúde, da Tarjab − maior lançamento da incorporadora localizado no bairro da Saúde em São Paulo, o empreendimento é o primeiro do Brasil a conquistar a certificação A2S – Ambiente Seguro e Saudável, emitida pela Fundação Vanzolini.

 

Os cuidados sanitários com os espaços no Harmonie Saúde levam em conta, por exemplo, o planejamento de infraestrutura e automação dos equipamentos das áreas comuns para reduzir a necessidade de operação manual e de toque em botões, maçanetas e superfícies. Como alternativa a Tarjab investe no sistema IoT para leitura facial, inteligência artificial, conectividades e outras tecnologias.

 

De acordo como Manuel Martins, coordenador executivo da certificação A2S e AQUA-HQE da Fundação Vanzolini, “Seguindo a mesma lógica da certificação AQUA-HQE, o A2S-Projeto requer que as medidas para um ambiente confortável, seguro e saudável sejam pensadas desde as fases iniciais de definição do empreendimento, considerando seu uso futuro. Com isso, as melhores soluções são escolhidas para nortear o projeto executivo, e posteriormente a execução, garantindo as condições ideais de uso pelos moradores visitantes e prestadores de serviço, nas áreas comuns e nas áreas privativas.”

 

“Nas áreas comuns, além de priorizar o conforto e bem-estar dos futuros moradores, estamos estudando a implementação de facilidades tecnológicas para gestores do empreendimento. Isso inclui o uso das tecnologias disponíveis para o controle de acesso às áreas comuns e de lazer das torres de forma distinta, entrada e saída do empreendimento, acesso de fornecedores, entre outras”, explica Liliane Fabreti Ros Domingues, arquiteta e gerente da área de produtos da Tarjab.

 

No Harmonie, os cuidados sanitários com os espaços levam em conta, por exemplo, o planejamento de infraestrutura e automação das áreas comuns para reduzir o contato com maçanetas e superfícies

 

O aproveitamento da luz do sol como fator de saúde também é de suma importância nesse contexto. Por isso, a implantação do empreendimento no terreno com frente ao norte permite que as duas torres recebam luz por mais tempo durante o dia e não causem sombreamento sobre as edificações do entorno.

 

Outro aspecto importante, diz respeito ao cuidado em prover depósitos e áreas de coletas e separação de resíduos em trechos e pavimentos diferentes para evitar que os fluxos desses materiais encontrem com o de circulação de pessoas em áreas do condomínio.

 

No âmbito internacional, tanto nos EUA quanto na Europa, a arquitetura saudável é uma realidade na qual os empreendimentos contam com diversas certificações. Já, no Brasil, a qualidade nas construções e ambientes é algo que alcança cada vez mais evidência no mercado.

 

A certificação A2S exige a comprovação de ações que serão adotadas tanto em boas práticas construtivas quanto nos ambientes e áreas comuns, além de medidas preventivas específicas para prevenção de bactérias e vírus como, por exemplo, as formas de tratamentos de determinadas bactérias nas tubulações. E a Tarjab segue evoluindo nos processos iniciados com a certificação AQUA-HQE, que potencializam as práticas sustentáveis já incorporadas no canteiro de obras, não só em todo processo construtivo mas, também, com a saúde e bem-estar das atividades de colaboradores no refeitório, vestiários e canteiro.

 

Matéria publicada originalmente no portal  Dias Mais Sustentáveis  

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.